Ex-ministro criticou defesa rotineira que Lula e a esquerda nacional fazem de regimes ditatoriais como Cuba e Nicarágua

Em seu perfil no Twitter, O ex-juiz Sergio Moro (Podemos) acusou o ex-presidente Lula (PT) de minimizar a falta de liberdade em Cuba e pelo petista apoiar a ditadura cubana e criticar o embargo dos Estados Unidos. Lula apoiou as restrições aos direitos humanos em Cuba e afirmou que a política “bate em muita gente” em entrevista ao jornal espanhol El País.

“Essas coisas não acontecem só em Cuba, mas no mundo inteiro. A polícia bate em muita gente, é violenta. É engraçado porque a gente reclama de uma decisão que evitou os protestos em Cuba, mas não reclama que os cubanos estavam preparados para dar a vacina e não tinham seringas, e os americanos não permitiam a entrada de seringas. Eu acho que as pessoas têm o direito de protestar, da mesma forma que no Brasil. Mas precisamos parar de condenar Cuba e condenar um pouco mais o bloqueio dos Estados Unidos”, disse o ex-presidiário.

Vale lembrar que, neste ano, milhares de cubanos saíram às ruas em busca de liberdade e mudança de regime, contra o comunismo e pela saída dos atuais ditadores do sistema político.