Ex-ministro ironizou fracasso das eleições internas dos tucanos que aconteceu por meio de aplicativo

O fracasso das prévias do PSDB para a escolha do novo candidato do partido ao cargo de presidente em 2022 renderam críticas de todos os lados. Entre elas, o ex-ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles.

Após uma série de falhas no aplicativo, o partido decidiu suspender a votação remota. A decisão foi anunciada após uma reunião entre o presidente da sigla, Bruno Araújo, e três candidatos internos: o governador de São Paulo, João Doria, e o do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e o ex-senador Arthur Virgílio.

A falha no sistema de votação interna evidencia a crise interna da legenda.