Pré-candidato não gostou de ver seu partido apoiando PEC dos Precatórios

Ciro Gomes anunciou em suas redes sociais que sua candidatura à presidência do país, em 2022, está suspensa. O cearense tomou essa decisão após o seu partido, o PDT, ter apoiado a PEC dos Precatórios, que foi aprovada na Câmara dos Deputados.

“Há momentos em que a vida nos traz surpresas fortemente negativas e nos coloca graves desafios. É o que sinto, neste momento, ao deparar-me com a decisão de parte substantiva da bancada do PDT de apoiar a famigerada PEC dos Precatórios”, disse Ciro gomes.

Durante a votação da PEC, 24 deputados do PDT participaram, 15 votaram a favor e 6 contra. Ciro Gomes disse ainda que a bancada do partido dele deve reavaliar sua posição. A PEC deve passar pelo segundo turno de votação na câmara. E depois de aprovada também do senado, o instrumento vai possibilitar a realização do auxílio Brasil de $400, programa que substitui o Bolsa Família.