‎Ator foi chamado de “insano” após relatar que conheceu a esposa em uma igreja e que a ama. Como muitos outros cristãos conservadores, Chris Pratt (centro) foi cancelado por se recursar a esconder sua fé e valores.

O ator Chris Pratt, que atuou como super-herói da Marvel e mais recentemente no filme A Guerra do Amanhã, foi cancelado após publicar em sua conta no Instagram que ama a esposa. Milhares de usuários do Twitter ficaram enfurecidos com a publicação do ator e iniciaram um processo de cancelamento do ator.‎

Na publicação, o astro de os Guardiões da galáxia declarou seu amor pela esposa, Katherine Schwarzenegger, e por sua filha.‎ Ele escreveu: ‎‎”Pessoal, falando sério. Olha como ela olha para mim! Eu quero dizer. Encontre alguém que olhe para você assim! Você sabe!? Nos conhecemos na igreja. Ela me deu uma vida incrível, uma filha linda e saudável. Ela mastiga tão alto que às vezes eu coloco meus fones de ouvido para afogá-la, mas isso é amor!”‎

Não demorou muito para que milhares de esquerdistas iniciassem uma série de publicações polemizando a declaração de amor do ator para sua esposa e pedindo que ele fosse demitido. ‎”Esta é, honestamente, uma combinação insana de palavras. É esse homem que querem deixar ser o Garfield?”, disse um internauta que viralizou no Twitter e chegou a ser indicado como tendência pelo ‎‎BuzzFeed. Pratt deve emprestar sua voz ao novo filme do gato Garfield.

‎‎Como muitos outros cristãos conservadores, caso do atleta de vôlei Maurício Souza, Pratt está sob fogo por sua política e sua recusa em se deixar absorver pela cultura esquerdista da lacração. Pratt já foi acusado de ser insensível aos surdos após pedir que os fãs de ‎‎Guardiões da Galáxia, Vol. 2 aumentassem o volume. Meses antes ele também havia sido cancelado por apoiar uma igreja constantemente atacada por ativistas LGBT.