Atropelador invadiu desfile em direção a milhares de pessoas. Público era formado, em sua maioria, por crianças, idosos e famílias que assistiam o desfile tradicional que parte das comemorações natalinas do lugar. Autor do massacre é rapper e costuma atacar conservadores e eleitores de Donald Trump nas redes sociais.

Um atropelamento em massa nos EUA terminou em cinco mortos e dezenas de feridos após um carro invadir um desfile de Natal em Waukesha, Wisconsin. Imagens do desfile mostram um SUV vermelho em alta velocidade indo em direção a milhares de pessoas que desfilavam em via pública.

Até agora cinco pessoas morreram e mais de 40 ficaram estão feridas, segundo a polícia. O desfile era integrado por bandas escolares e a comunidade da cidade. Muitos idodos e crianças participavam da manifestação.

O autor do massacre foi identificado como o rapper Darrell Brooks. Na internet ele tem vídeos em que o veículo usado para atropelar as pessoas. Suas músicas também são carregadas de discurso de ódio contra conservadores e eleitores de Donald Trump.

Waukesha é uma comunidade de cerca de 72.000 habitantes localizada a oeste de Milwaukee. O desfile palco do massacre é tradicionalmente realizado todos os domingos antes do Dia de Ação de Graças. Ele inclui fantasias, carros alegóricos, dançarinos e bandas marciais.

O tema deste ano foi “conforto e alegria”. Centenas de famílias acompanhavam o evento. “Nunca senti uma sensação pior; me perguntando o que vou encontrar quando chegar ao meu filho”, disse um dos pais que participava do desfile.

As autoridades em Waukesha alertaram que o número de mortos e feridos pode aumentar à medida que informações adicionais forem coletadas. Eles disseram que algumas pessoas se transportaram para hospitais locais.

Hospitais da cidade reportaram o atendimento de dezenas de crianças. Muitas delas em estado crítico. O prefeito de Milwaukee, Shawn Reilly, descreveu o incidente como uma “tragédia horrível e sem sentido”. “Estou profundamente triste em saber que tantos em nossa comunidade foram a um desfile, mas acabaram lidando com ferimentos e dores de cabeça”, disse ele.