Sérgio Murilo Cruz de Oliveira, conhecido como Xurica, é apontado como responsável por uma série de supostos atos ilegais à frente do CRC

O Ministério Público e a Polícia Federal investigam uma série de denúncias contra Sérgio Murilo Cruz de Oliveira. Atual presidente do Conselho Regional de Contabilidade, seccional Maranhão, Sérgio é acusado de ter cometido, pelo menos, oito crimes. As denúncias vão desde a contratação irregular de empresas de limpeza, falsidade ideológica e malversação de recursos do conselho.

As denúncias foram apresentadas por outros conselheiros que ao longo dos últimos meses recolheram um dossiê que, segundo a denúncia, comprova ações ilegais de Sérgio Murilo Cruz de Oliveira à frente da entidade.

O documento possui cerca de 20 páginas e possui vasto material fotográfico e documental que fundamentam as denúncias. Como no caso da contratação da empresa M E S SERVIÇOS E

CONSERVAÇÃO LTDA. Empresa que no dossiê funciona nas ruínas de uma igreja evangélica no Filipinho.

Outras denúncias semelhantes foram comunicadas ao Ministério Público e à Polícia Federal e resultaram em dois processos, um civil (1.19.00.00.771/2021-11) e um criminal (1.19.000.00.715/2021-78).

A Polícia Federal está encarregada de investigar as denúncias por meio da notícia crime 20210048418, sob responsabilidade do delegado Natan Vasconcelos.

Abaixo o teor completo da denúncia contra Xurica.

DENUNCIA-SERGIO-MURILO-MPF