Experimento bancado por Fauci colocava filhotinhos para serem devorados por mosquitos.

Um dos principais defensores da tese do lockdown no mundo, o chefe do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (NIAID), Dr. Anthony Fauci, é alvo de uma gravíssima denúncia por maus-tratos contra animais. Guru da esquerda durante a pandemia e maior aliado do presidente Biden em se tratando de Covid-19, Fauci é acusado de financiar um estudo cruel em que filhotes da raça beagle tiveram suas cabeças presas em gaiolas para serem devorados por mosquitos.

A denúncia ganhou o noticiário internacional e está chocando entidades de defesa dos animais. Segundo o site, ao todo 44 filhotes de seis a oito meses teriam feito parte do experimento para testar uma droga experimental.

Os filhotes eram drogados e suas cabeças trancadas em gaiolas. Além disso, os cachorros tinham suas cordas vocais cortadas para não latirem. Além disso, outros filhotes foram trancados em gaiolas durante a noite em áreas desérticas para atrair parasitas.

Ao todo, Anthony Fauci enviou US$ 375.800 para os estudos cruéis contra os filhotes. A denúncia foi feita pela organização White Coat Waste.