Após prisão de Daniel Silveira, STF e Alexandre de Moraes mira no parlamentar Otoni de Paula. Ações são nitidamente coordenadas para destruir levante conservador no país.

Após manter em cárcere privado, sem julgamento, o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), o ministro Alexandre de Moraes autorizou busca e apreensão contra o deputado Otoni de Paula (PSC-RJ). Além dele, o cantor Sérgio Reis também foi alvo da operação.

Alexandre de Moraes emitiu 29 mandados. Agentes da Polícia Federal (PF) invadiram o gabinete do deputado e sua casa.

“O objetivo das medidas é apurar o eventual cometimento do crime de incitar a população, através das redes sociais, a praticar atos violentos e ameaçadores contra a Democracia, o Estado de Direito e suas Instituições, bem como contra os membros dos Poderes”, afirmou a PF, em nota.

O ataque contra parlamentares evidencia a submissão do Legislativo ao poder Judiciário e a certeza de que ninguém está livre das garras tirânicas do STF e de seu capataz, o ministro Alexandre de Moraes.