Menores de 18 anos não poderão acessar jogos online em dias úteis e terão apenas 3 horas por semana para jogar em horário definido pelo governo

O avanço do comunismo na sociedade chinesa a cada dia é mais avassalador. Após décadas de medidas que avançam sobre direitos individuais, agora a ditadura impôs limitações na quantidade de tempo que os jogadores com menos de 18 anos podem gastar em jogos online. Serão apenas 3 horas por semana com acesso restrito as sextas, sábados, domingos e feriados. Até o horário em que o jovem puder jogar foi determinado pelo governo: das 20h às 21h.

As novas regras foram publicadas pela National Press and Publication Administration. Na prática, a medida acaba com a prática no país.

As empresas de jogos online estão proibidas de fornecer serviços de jogos para menores de qualquer forma fora dessas horas e precisariam garantir que tivessem colocado sistemas de verificação de nomes reais no lugar, disse o regulador, que supervisiona o mercado de videogames do país.

Apesar de ditatorial, a medida não é novidade e apenas mostra como o avanço de governos na vida de cidadãos, quando começa, dificilmente retrocede. Anteriormente, a China limitava o tempo total que os menores podiam acessar jogos online para três horas de férias ou 1,5 horas em outros dias.

As novas regras surgem em meio a uma ampla repressão de Pequim aos gigantes tecnológicos da China, como o Alibaba Group e a Tencent Holdings, que tem irritado os investidores, martelando ações chinesas negociadas no país e no exterior.