André Fufuca deve conduzir um dos maiores partidos do país e grande aliado da gestão Bolsonaro

Com a licença do senador Ciro Nogueira da presidência nacional do Progressistas, nos próximos dias o deputado federal maranhense André Fufuca deve ser conduzido ao cargo. Com apenas 31 anos, Fufuca deve se tornar o mais jovem presidente de legenda no país. Está é a segunda vez em toda a história do Brasil que um maranhense assume a presidência de um grande partido no país. O feito só havia sido alcançado em 1979 por José Sarney, quando assumiu a presidência do Partido Democrático Social (PDS).

Com uma bancada de 7 senadores, 41 deputados federais, 689 prefeitos e 59 deputados estaduais, o Progressistas ocupa hoje o lugar de terceiro maior partido do país. Apesar de sua condução ao cargo ser considerada inevitável, Fufuca prefere manter a postura de grupo. “Não tenho apego a cargo, tenho apego a trabalho. Minha história prova isso. Se o partido me der essa responsabilidade, sei que irei fazer o meu melhor e garantir que o Progressistas mantenha os rumos determinados pelo Ciro Nogueira na construção de um Brasil melhor”, disse.

A responsabilidade de ocupar grandes cargos na hierarquia política do país não é uma novidade para o jovem deputado. Em 2017, Fufuca se tornou o mais jovem parlamentar a assumir a Presidência da Câmara dos Deputados. “Foi uma experiência muito boa e uma prova de fogo. Graças a Deus, como sempre, tudo saiu perfeitamente”, disse.

Com Ciro Nogueira na Casa Civil, Fufuca terá a função de conduzir o partido na pré-campanha do ano que vem. A estratégia é tornar a legenda a mais representativa do Brasil. “Independente do que aconteça e de quem lidere o partido, somos um grupo e vamos agir como um grupo. Nossa meta é fortalecer o partido no Brasil e não iremos nos desocupar desse objetivo”, disse. A oficialização do nome de André Fufuca é esperada para os próximos dias.