Conmebol anunciou nessa segunda-feira (31) que o Brasil será sede do torneio, posteriormente, confirmado pelo governo Federal

Após ação do Partido dos Trabalhadores (PT) alegando que a realização da Copa América no Brasil seria uma medida “irresponsável e inconstitucional”, Ricardo Lewandowski, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), exigiu informações de Jair Bolsonaro, presidente da República, sobre execução do evento.

O PT entrou com ação solicitando ao STF o impedimento do governo Federal na assinatura de contratos com a Conmebol ou com a CBF para garantir a realização da competição. No texto proferido nesta terça-feira (1º) em resposta à ação da sigla de esquerda, o ministro Lewandowski ressaltou a “urgência do caso” devido à crise sanitária provocada pela Covid-19.

A argumentação por parte de pessoas ligadas ao governo Federal, especialmente Luiz Eduardo Ramos, ministro da Casa Civil, é que seria incoerente o Brasil não sediar os jogos visto que o país já permite torneios como campeonato brasileiro, estaduais, Libertadores e Sul Americana. Durante solenidade no Ministério da Saúde, na tarde desta terça, Bolsonaro afirmou que governadores do Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso e Rio de Janeiro aceitaram receber os jogos.

A Copa América 2021 está programada para ocorrer entre os dias 13 de junho a 9 de julho. O Brasil conquistou seu novo título em 2019, enquanto que o maior campeão do torneio é o Uruguai com 15 títulos.