Ação em 18 Estados do Brasil cumpre 176 mandados de busca e apreensão e tem suporte de seguranças estrangeiras devido a atuação em cinco países

O Ministério da Justiça e Segurança Pública deu início a uma megaoperação contra crimes de abuso e pronografia infantil praticados na internet, nesta quarta-feira (9).

Ação em 18 Estados do Brasil, entre eles SP, RJ, PA, ES, RO, MT, PR, CE, GO, MS, SC, RN, AL, PI, BA, MA, AM, RS cumpre 176 mandados de busca e apreensão e tem suporte de seguranças estrangeiras para desarticular a rede criminosa devido a atuação em cinco países como: Argentina, Estados Unidos, Paraguai, Panamá e Equador.

No Brasil, as penalidades para quem armazena material de exploração sexual infantil variam de 1 a 4 anos de reclusão. Para quem distribui, a prisão prevista é de 3 a 6 anos. Já quem cria esse tipo de conteúdo pode cumprir de 4 a 8 anos de prisão.