“Ela não tem, em termos acadêmicos e científicos, nenhuma produção. Não foi professora ou pesquisadora em universidade” afirmou Francisco Cardoso

O médico infectologista e especialista da área pelo Instituto Emílio Ribas, Francisco Cardoso, disse, durante participação no programa Os Pingos Nos Is que produções acadêmicas e científicas de Luana Araújo são inexistentes

Na semana anterior, Luana Araújo recebeu amplo destaque após depoimentos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia. Após declarações contra o protocolo de tratamento precoce, Luana Araújo foi considerada um perfil técnico para retificar pontos de interesse social sobre o combate à Covid-19, considerada uma figura de resistência contra o presidente da República, Jair Bolsonaro.

“Ela […] depois da residência médica, desapareceu do meio médico […] Ela não tem, em termos acadêmicos e científicos, nenhuma produção. Não foi professora ou pesquisadora em universidade. Ela não tem trabalho em hospital reconhecido, ela não tem consultório, não tem [trabalho em] nenhum hospital de referência. […] é colocada, de repente, em um pedestal de conhecimento que, na minha opinião, com todo o respeito que eu tenho a ela, é indevido. Têm pessoas que trabalharam […] e têm muito mais a oferecer para o Brasil do que ela. Ninguém sabe como esse nome chegou ao ministro” afirmou o especialista.

Na oportunidade, Fernando Cardoso, em programa da Jovem Pan, disse estar a serviço dos brasileiros, falou que ninguém sabe o que Luana Cardoso fez depois da residência médica e, de repente, surgiu fazendo um mestrado em saúde pública na John Hopkins.