Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

O Estado do Maranhão, governado pelo comunista Flávio Dino (PCdoB), vive crise grave de desemprego.

De acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), enquanto no país a taxa de desemprego é de 14,7%, a falta de oferta de postos de trabalho no Maranhão já alcança 17% da população com idade para trabalhar, no primeiro trimestre deste ano.

Em comparação com o mesmo trimestre de 2021, o crescimento de empregos é de 2,6%.