Ação visa detectar a produção de anticorpos para o novo coronavírus. Deputado Yglésio Moyses já havia citado baixa eficácia CoronaVac

O deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) protocolou na Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (9), indicação pedindo ao Governo do Maranhão e à Prefeitura de São Luís realização de sorologia em pessoas vacinadas com a Coronavac em combate à Covid-19.

“Diante do risco iminente de uma terceira onda de contaminação e o aumento da letalidade do vírus devido a novas cepas, protocolei indicação solicitando ao Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís, que seja realizada testagem em massa para detecção de anticorpos em todas aqueles que foram imunizadas com CoronaVac no Maranhão”, afirmou o parlamentar.

Ao justificar a solicitação, o deputado destacou um estudo preliminar feito por pesquisadores brasileiros que indicam a pouca eficácia do imunizante, além do crescimento do número de casos de pessoas doentes já vacinadas no Estado.

“A solicitação tem como fundamento a necessidade de garantir segurança para essas pessoas, tendo em vista o grande número de doentes mesmo já vacinados e a baixa eficácia do imunizante, principalmente em idosos, fato apontado por pesquisadores brasileiros em estudo preliminar. Queremos ter a certeza que essas pessoas estejam protegidas e, para isso, devem ser realizados testes de antígenos em todos que tomaram essa vacina”, declarou Wellington do Curso.

O tema já havia sido levantado por Yglésio Moyses, deputado estadual, nesta terça-feita. O assunto, inclusive, foi rebatido pelo secretário de Estado de Saúde do Maranhão e presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Carlos Lula, quando pediu cautela para não assustar a população. Por conta disso, o deputado Wellington do Curso reforça testagem para detectar produção de antígenos para o novo coronavírus.

“O momento atual é de redobrar os cuidados e aumentar o número de imunizadas e, por esse motivo, é necessário que os vacinados com CoronaVac tenham certeza que estão produzindo anticorpos”, disse o deputado estadual.