Movimentos de esquerda que foram às ruas não tiveram adesão popular. Imagens refletem “distanciamento social” em manifestações

Neste sábado (29), movimentos de esquerda realizaram protestos contra o presidente da República, Jair Bolsonaro, nas ruas em alguns estados e cidades.

Vários registros mostram baixa adesão popular. De acordo com esquerdistas, o distanciamento social foi uma regra, e se pandemia não estivesse em vigor, os movimentos poderiam ser maiores.

A maioria dos participantes dos protestos vestiam camisas vermelhas com o símbolo do PT, colocando em dúvidas se os movimentos seriam, de fato, em prol do Brasil.

Confira algumas publicações: