Caso Tríplex do Guarujá custou R$ 5 milhões pagos a magistrados e auxiliares enquanto caso Sítio de Atibaia gastou mais R$ 5 milhões

A derrubada das condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) decidida pelo Supremo Tribunal Federal, além de retomar os processos à estaca zero, custou ao bolso do pagador de impostos o valor de R$ 10 milhões em gastos com salários e benefícios de servidores mobilizados nas apurações 13ª Vara Federal (Curitiba), no STJ e TRF-4.

Como se não bastasse o exorbitante valor do contribuinte jogado no lixo, o pagador de imposto deve pagar tudo de novo, tendo em vista que as investigações foram “zeradas” e permanecem sujeitas aos mesmos prazos.

Dentre os gastos, o caso do sítio de Atibaia custou R$ 5 milhões nos 34 meses, desde a denúncia à condenação em 2ª instância. Entre a denúncia do caso Tríplex do Guarujá até a condenação mantida pelo STJ, foram gastos cerca de R$ 5 milhões pagos a magistrados e auxiliares durante os 31 meses.