Decisão da Justiça Federal de Brasília havia sido uma solicitação feita pela deputada federal Carla Zambelli

A Justiça Federal de Brasília impediu o senador Renan Calheiros (MDB-AL) de assumir como relator da CPI da Covid que será instalada nesta terça-feira.

Renan Calheiros tem um filho governador (Renan Filho, em Alagoas), o senador já chegou a se declarar “parcial” ao garantir que não iria votar nem relatar temas envolvendo Alagoas na comissão, apoia o ex-presidente Lula (PT) e vinha fazendo duras críticas à gestão do presidente da República, Jair Bolsonaro, no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

A decisão foi tomada na noite desta segunda-feira (26) através de solicitação feita pela deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) que ingressou com ação na Justiça Federal.