Pela primeira vez na história um governador teve a coragem de oficializar oposição a um prefeito da capital com menos de três meses de gestão. O comando da operação infame coube a Rubens Jr (chamado de ladrão nas eleições passadas)

Menos de dois anos antes de deixar o governo do estado como o governador que menos fez por São Luís, o governador Flávio Dino (PCdoB) faz jus a sua tara de politiqueiro e inaugurou uma ação inédita: a oposição ostensiva à gestão do prefeito Eduardo Braide (Podemos).

No último fim de semana o Secretário de Estado de Articulação Política, Rubens Jr. (PCdoB), coordenou uma reunião de secretários do governo com vereadores que fazem oposição a Braide na Câmara Municipal.

Rubens Jr ficou conhecido após perdoar e apoiar um candidato que chamou a ele e seu pai de ladrões. Dessa forma, não causa espanto que tenha encabeçado o papel indigno de oficializar a oposição do governo à gestão da capital do estado.

A atuação de Rubens Jr articulando escancaradamente contra o prefeito Eduardo Braide mostra a tragédia política em que foi enfiado o Maranhão pelas mãos do PCdoB.