O presidente da República, Jair Bolsonaro, foi o grande vitorioso nas eleições do Senado e Câmara Federal, realizadas no início dos trabalhos dos legislativos em 2021.

No Senado, o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), de 44 anos, confirmou o favoritismo e se elegeu, ainda em primeiro turno, como novo presidente. Pacheco conseguiu 57 votos, enquanto Simone Tebet teve 21 – três dos 81 senadores não compareceram à votação.

“Em cédula de papel, o Senado Federal elegeu o Senador Rodrigo Pacheco (57 votos de 81 possíveis) para presidir a Casa no biênio 2021/22”, escreveu Bolsonaro após a vitória do aliado.

Na Câmara Federal, Bolsonaro também venceu a eleição com o seu aliado. O deputado federal Arthur Lira (PP-AL) foi eleito presidente da Câmara dos Deputados, também em 1º Turno. Lira recebeu 302 votos, mais que o dobro do segundo colocado, Baleia Rossi (145 votos) e mais que a metade dos 505 votantes.

“Arthur Lira é eleito (302 votos em 513 possíveis), em primeiro turno, para presidir a Câmara para o biênio 2021/22”, afirmou Bolsonaro, ao lado de fotos dos dois vitoriosos.

A vitória de Bolsonaro em 1º Turno, tanto no Senado quanto na Câmara Federal, mostram que o presidente da República segue fortalecido no Congresso Nacional e desta forma deve sepultar as tentativas de impeachment que oposicionistas estavam sonhando colocar em pauta.

É aguardar e conferir, mas a tendência é que a relação entre Bolsonaro e as duas casas legislativas não seja tão tensa como aconteceu nos dois primeiros anos.