Como autores do massacre são traficantes, nenhuma feminista, OAB, ativista, grande veículo da imprensa, político ou artista ficou indignado até agora.

Está circulando em aplicativos de mensagem um vídeo em que o membro de uma facção criminosa esmaga a cabeça de uma mulher com uma picareta. Nas imagens é possível ver o momento em que a vítima é amarrada, amordaçada, e logo depois executada com golpes de picareta, pedra e paus.

Como se sabe, tortura, feminicídio e atos de covardia contra mulheres são considerados crimes bárbaros no Brasil e que, com frequência, causam comoção social. A não ser que os autores sejam traficantes.   Se for traficante, pode estuprar, torturar, matar ou esmagar a cabeça de qualquer mulher com uma picareta. Nenhuma feminista, OAB, grande veículo de imprensa, ativista ou político irá comover-se, lançar nota ou ficar indignado.