Após uma série de embates entre ele e os demais candidatos do consórcio comunista formado para disputar a prefeitura de São Luís, o deputado estadual Duarte Jr (Republicanos) conseguiu fincar o pé em uma das vagas do 2º turno em São Luís.

Duarte atacou o PDT por diversas vezes.

Chegou a chamar Rubens Pereira Jr, do PCdoB, de bandido.

E travou uma guerra particular com Neto Evangelista, do Democratas.

Os adversários revidavam, mas a audácia de Duarte Jr superou tudo. NO caso do exame do LACEN divulgado pelo deputado estadual Glaubert Cutrim, Duarte respondeu às acusações do parlamentar na própria rede social do parlamentar.

Nas próximas horas o governador Flávio Dino deve tentar uma manobra política que irá deixar clara a submissão que o governador, pelo menos acredita, estarem sujeitos os demais líderes de seu grupo. Flávio irá exigir dos derrotados que apoiem Duarte Jr no segundo turno.

Talvez a cena mais esperada seja Rubens Jr, que teve até o pai hospitalizado atacado por Duarte Jr, declarando voto e fazendo campanha para o candidato.

Já a ordem de Dino vai deixar clara uma situação: ele sempre soube e permitiu o jeito Duarte Jr de fazer política vitimando os membros do próprio grupo.