Após fracassar miseravelmente na gestão econômica do estado promovendo aumento de impostos, quebrando empresas e gerando desemprego, comunista dá pitacos na política econômica do Governo Federal

Chefe de uma gestão que fracassou miseravelmente na economia, o governador Flávio Dino (PCdoB) pretende dar aulas no setor a Paulo Guedes, um dos economistas mais gabaritados do Brasil. Dino chamou a política econômica de Guedes de “pretenciosa” em evento nesta quarta (14) promovido pelo Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP).

O governador tem se notabilizado por críticas ferozes contra a política econômica do governo chefiada por Paulo Guedes.

Mesmo com todos os indicadores apontando a recuperação do Brasil mais rápida do que a da maioria dos outros países e após a própria Organização Mundial de Saúde assumir que o lockdown foi um erro cujos efeitos econômicos foram mais danosos do que o próprio Coronavírus, Dino continua sustentando teses contrárias.

A gestão econômica de Flávio Dino, que agora quer dar aulas de economia a Guedes, foi baseada em sucessivos aumentos de impostos para a população pobre, sumiço de R$ 1 bilhão do Fundo Especial de Pensão e Aposentadoria, sucessivos escândalos de corrupção, sustento de revista esquerdista por meio de assinatura criminosa, estagnação da geração de empregos no estado, falta de reajustes dos servidores públicos, afugentamento da iniciativa privada do estado, quebra de supermercados varejistas e aumento brutal da dívida do estado.

A fala de Flávio Dino foi dada em evento virtual nesta quarta (16) . Também participaram do evento o presidente da Câmara, Rodrigo Maia e mediação o ministro Gilmar Mendes.

No Maranhão o governador, por conta de sua prepotência e arrogância, é chamado de “Professor de Deus”. Agora Flávio Dino também é doutor em Economia…