Candidato criticou gestão municipal em todos os setores que foi questionado por jornalistas. Duarte ainda aproveitou sabatina para chamar Neto Evangelista de mentiroso.

O candidato do Republicanos à Prefeitura de São Luís, deputado estadual Duarte Jr, encerrou nesta quarta (21) a série de sabatinas entre os postulantes ao cargo de prefeito de São Luís realizadas pelo jornal O Estado do Maranhão e pelo portal IMirante. Duarte expôs suas ideias e propostas para a saúde, educação, sanemento básico, segurança e mobilidade urbana. Em todos os temas abordados o candidato fez críticas à atual gestão. “O prefeito não deve apenas sorrir, tem que ser gestor”, disse. Duarte ainda acusou Neto Evangelista de mentir em 2012 sobre VLT.

As críticas de Duarte Jr começaram na saúde. Para ele todo o sistema de saúde precisa de melhorias. Desde o sistema de marcação de consultas até o atendimento nas unidades de saúde. Como no debate transmitido ontem pelo portal Imirante, o candidato voltou a defender o pagamento de leitos em unidades privadas de saúde.

Para Duarte, a falta de orçamentos para o setor se deve, em grande parte, pela incapacidade da gestão em cobrar os tributos devidos por empresas e contribuintes na capital. “A prefeitura não tem coragem de cobrar”, disse.

Em relação a transporte público, Duarte foi categórico ao condenar o serviço nos terminais. “Eles (terminais) prestam um péssimo serviço”, disse. O republicano reiterou a proposta de agregar valor ao atual modelo de terminais e transformá-los em shoppings de serviço.

O sistema de educação da cidade foi um dos mais criticados durante a sabatina. Duarte Jr apresentou números que, segundo ele, demonstram a debilidade da educação municipal. “Apenas 30% das escolas municipais tem saneamento básico”, disse. O candidato também afirmou que a cobertura de água potável para os alunos de São Luís é deficitária e que, caso seja eleito, irá mudar essa realidade centrando esforços em reformas.

Ao ser questionado sobre infraestrutura viária, Duarte Jr prometeu acabar com o que, segundo ele, é uma cultura na cidade. “Temos que acabar com esse asfalto sem qualidade em nossas vias”, afirmou.

A Caema também não passou ilesa das criticas do candidato. “Chega a ser imoral o contrato entre a Prefeitura e a Caema não ter metas. Metas de curto, médio e longo prazo, de expansão do fornecimento de água. Em São Luís, hoje, a maioria dos bairros é água um dia sim, outro dia não”, disse.

Na segurança pública o candidato apresentou em linhas gerais o seu programa “Pacto pela Paz Municipal”. Além de prometer reequipar a Guarda Municipal com novos equipamentos e concursos públicos, o candidato afirmou que pretende fazer convênios entre a Prefeitura e as forças armadas.

Quando o assunto foi mobilidade urbana as críticas à atual gestão prosseguiram. “São Luís é a única capital do país que não tem uma única passarela. Hoje não se tem esse pensamento na gestão e em nosso governo nós iremos fazer”, disse.

Ainda no debate sobre mobilidade urbana, Duarte Jr acusou indiretamente o candidato do Democratas, Neto Evangelista, de mentir nas eleições de 2012 ao prometer o VLT quando compunha a chapa do ex-prefeito João Castelo.

Como propostas para o setor, Duarte prometeu vagas exclusivas para ônibus e ciclovias que interliguem toda a cidade.

Duarte também repreendeu a proposta do candidato Eduardo Braide de criar novos terminais. Pra ele é necessário, incialmente, reformar os terminais existentes.