Declaração acontece após destruição da rede de supermercados para beneficiar aliado e elevação absurda do preço da conta de luz dos mais pobres com aumento de impostos

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), assumiu o que todo maranhense minimamente informado já sabia faz tempo. O comunista é um entusiasta da intervenção de políticos nos negócios entre membros e empresas da sociedade.

Segundo Flávio Dino, o governo tem obrigação de regular como as coisas acontecem. Para ele, a “não intervenção” é nociva e o estado deve ser “eficiente”.

A eficiência do governo de Flávio Dino em destruir a rede de varejo e atacado beneficiando uma grande rede de supermercados e aumentando exponencialmente a conta de luz dos mais pobres nos últimos anos é inquestionável.