Incapaz de responder de forma satisfatória questões simples sobre a rotina do parlamento, deputado do PL evidencia completa incapacidade de representar povo maranhense em Brasília

Em entrevista ao jornalista Clóvis Cabalau na manhã de hoje (31) o deputado Pastor Gildenemir (PL) deu mais uma prova de que é, indiscutivelmente, o pior parlamentar maranhense a ocupar vaga na Câmara Federal. A análise é pura e simplesmente baseada na incapacidade do pastor em demonstrar o mínimo conhecimento sobre questões básicas após mais de um ano de mandato.

O pastor foi instado é falar sobre questões que foram desde infraestrutura até panorama político. O desconforto e a falta de conhecimento prévio de questões que, pelo menos teoricamente, deveriam fazer parte de sua rotina foram constrangedoras para quem acordou cedo disposto a assistir o Bom Dia Mirante.

Nem mesmo a já conhecida cordialidade do jornalista conseguiu salvar Gildenemir de si mesmo. Em várias ocasiões Cabalau fora obrigado a completar as respostas das questões que fazia.  

Já imaginara um mecânico que não sabe diferenciar sistema de câmbio de motor? Imaginem. Esse é Gildenemir como deputado nos assuntos da Câmara Federal.

Gildenemir tem mandato apagado e passa completamente alheio às discussões. Em uma bancada em que tanto os mais jovens, como os deputados Pedro Lucas Fernandes (PTB), Juscelino Filho (DEM) e André Fufuca (PP), conseguem ter tanto destaque quanto os mais experientes, Hildo Rocha (MDB), Cléber Verde (Republicanos) e Aluísio Mendes (PSC), o Pastor Gildenemir tem como maior feito a mudança de Gildenemir para “Gil”.

A incapacidade e inexperiência de Gildenemir não podem servir de desculpa. O deputado Josimar de Maranhãozinho, também do PL, não é letrado e, mesmo assim, está longe de ser a nulidade que é “Gil”. Muito pelo contrário.

Gildenemir foi eleito por meio de uma ferramenta que garante a eleição de minorias: o voto proporcional. Puxado pela coligação, deveria ter plena convicção de que seu esforço deveria ser o maior de todos. Ao que tudo indica e pela debilidade de suas palavras e completo deserto de ações, ele não liga para isso.

É fato para qualquer um que não existem santos na bancada federal maranhense. E é fato para é minimamente informado que o Maranhão possui cerca de 8 deputados de capacidade extraordinária que transitam entre os mais influentes da casa. De resto, para constatar o pior de todos basta assistir a duas ou três entrevistas de Gildenemir para constara sua debilidade como parlamentar.

Pode até ser um bom homem, bom pastor, bom amigo e boa pessoa.

Como representante do povo maranhense, esse homem é uma vergonha para o Maranhão.