Novamente, o ministro do STF, Alexandre de Moraes, ordena ações contra conservadores, entre deputados e jornalistas.

A PF cumpre hoje, 16 de junho, 21 mandados de busca e apreensão em 6 estados. As medidas foram autorizadas pelo ministro Moraes, do STF no âmbito de inquérito 4828, que apura a “organização e financiamento de atos antidemocráticos“.

Anúncio:

“PF fez nova busca e apreensão HOJE cedo na casa do Allan dos Santos, do deputado federal Daniel Silveira e de outras pessoas com base EM OUTRO inquérito 4.828, aberto a pedido da PGR, para apurar o que Alexandre de Moraes chama de “atos antidemocráticos”. Traduzindo: aquilo que não ele não gosta. A corda já rompeu faz tempo. Este inquérito não é o 4781, aberto por Toffoli, que investigaria opiniões contra o Supremo.
Não vieram a minha casa.” (Bernardo Küster)

“A PF cumpre 21 mandados de busca e apreensão em 6 estados. As medidas foram autorizadas pelo ministro Moraes, do STF no âmbito de inquérito 4828, que apura a “organização e financiamento de atos antidemocráticos […] A PF está cumprindo ordens manifestamente ilegais exaradas pelo ministro Alexandre, com o claro intuito intimidatório […] Além de crime de responsabilidade, o ministro incorre nas práticas delitivas previstas na Lei de Abuso de Autoridade.“ (deputada federal Major Fabiana)

Entre os alvos do inquérito, estão:

Allan Santos: Jornalista

Camila Abdo: Jornalista, colaboradora do Estudos Nacionais

Daniel Silveira (PSL-RJ): deputado federal

Luís Felipe Belmonte: advogado

Sérgio Lima: publicitário

Daniel Silveira (PSL-RJ): deputado federal