Dos 27 estados, dez concentram mais de 85% das mortes. Maranhão está no sétimo lugar e possui taxa de mortos a cada 100 mil habitantes DEZ vezes maior do que Minas Gerais.

Até a manhã desta segunda (11) cerca de 11.123 pessoas morreram nos 27 estados da federação. Deste total, mais de 85% das mortes aconteceram em apenas 10 estados. Em números absolutos, foram 9.537 mortes apenas nestes estados. O Maranhão ocupa o sétimo lugar em número de mortos.

Apesar de ter uma das menores populações, o Maranhão, governado por Flávio Dino, ocupa o sétimo lugar no número de mortos. Em níveis comparativos,  Maranhão consegue ter mais mortos (379) com uma população de pouco mais de 7 milhões de pessoas, do que a Bahia, que possui o dobro da população (14.873.064) e registrou apenas 202 óbitos. Em Minas Gerais são mais de 21 milhões de pessoas e registrou 119 mortes.

Na Bahia o número de mortos a cada 100 mil habitantes é de 1,35. No Maranhão a taxa chega a incríveis 5,35. O número é dez vezes mais do que em Minas Gerais, com taxa de 0,56.

Os números utilizados nesta reportagem são do Ministério da Saúde do fim de semana – 9 e 10 de maio.

Tanto em números absolutos, quanto em números percentuais, o Maranhão é um dos estados mais em que as autoridades mais sofrem para segurar o avanço da pandemia.

O Ranking das mortes

1º lugar – São Paulo3.709
2º – Rio de Janeiro1.714
3º – Ceará1.114
4º – Pernambuco1.047
5º – Amazonas1.004
6º – Pará652
7º – Maranhão379
8º – Bahia202
9º – Espírito Santo181
10º – Paraíba135