Parlamentares suspenderam diárias, cortaram verbas de gabinete e devolveram R$ 30 milhões ao Executivo para combate ao coronavírus

Deputados da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul furaram a bolha de insensatez e politicagem que toma conta do Brasil ao anunciar uma medida dura: vão devolver R$ 30 milhões ao governo estadual. A medida foi anunciada pelo presidente da casa, Ernani Polo (PP).

Entre as medidas estão a suspensão de diárias e da emissão de passagens aéreas para viagens regionais, nacionais e internacionais pelo período de 90 dias, prorrogáveis por igual período. A determinação, que integra uma nova resolução, vale para deputados e servidores. Outra medida anunciada foi o contingenciamento de 30% das verbas de custeio de gabinetes parlamentares, lideranças de bancadas, lideranças parlamentares, comissões, diretorias, departamentos e superintendências da Casa.

A medida, obviamente, significa cortar na própria carne e funciona como um farol em uma situação que todos cobram tudo de outros e oferecem nenhum sacrifício na contenção da crise.