O comunista ainda disse que atos populares representam “escalada autoritária”