Fraco desempenho nas pesquisas e falta de empolgação podem mudar com apoio do terceiro maior partido do país.

O dia 28 de fevereiro pode ser considerado a data de nascimento da pré-candidatura de Rubens Pereira Jr à prefeito de São Luís. Mesmo após meses de seu lançamento, o candidato via a repercussão de sua pré-candidatura ser resumida a notícias de seu fraquíssimo desempenho nas pesquisas eleitorais. A situação represou apoios e fez recrudescer a desconfiança na capacidade de Rubens em viabilizar-se candidato. Situação que, pelo menos aparentemente, mudou de figura na tarde de ontem.

Rubens recebeu o apoio do Progressistas, terceiro maior partido do país. O apoio foi providenciado pelo deputado federal e presidente do Progressistas no Maranhão, André Fufuca.

“Eu tenho que ser imparcial e fazer justiça. Vários pré-candidatos nos procuraram, alguns para serem candidatos pelo Progressistas, outros solicitando o nosso apoio. Nós optamos por Rubens porque não temos dúvidas de que ele é o melhor para São Luís”, destacou Fufuca.

Mesmo com o apoio expresso do governador Flávio Dino, o grande evento da pré-candidatura de Rubens, pelo menos até agora, foi o apoio do Progressistas.

O fato é que a maiorias das grandes legendas apontara para caminhos distantes de Rubens Jr. PT, PSL, PSDB, MDB, PDT, DEM e PSD dificilmente integrariam a chapa do comunista por diversas circunstâncias. Restou apenas o Progressistas de Fufuca para garantir o fôlego inicial que o comunista precisava.

Garantido nos debates e com tempo razoável de televisão graças à nova aliança, agora caberá ao comunista alargar os horizontes de uma pré-campanha até então sem brilho.