Declaração coloca balde de água fria nas pretensões do deputado Wellington do Curso de disputar eleições em São Luís pelo PSDB

Em entrevista ao jornal O Estado do Maranhão para tratar dos rumos do PSDB no estado, o senador Roberto Rocha deixou claro que a prioridade do partido no momento é impedir que o grupo do governador Flávio Dino chegue ao poder na capital.  

“Já temos um pré-candidato, que e é Wellington do Curso. Contudo, é importante saber que pertencemos a um grupo político de oposição ao governo do estado. Neste aspecto, é perceptível a estratégia de Flávio Dino em lançar vários candidatos e forçar um segundo turno na tentativa de impedir uma vitória de Eduardo Braide no primeiro turno. E segundo turno em São Luís contra duas máquinas, estado e prefeitura, é complicado. Dessa forma, o olhar político pode transcender as necessidades partidárias”, disse.

As declarações de Rocha deixam claro que as pretensões do deputado estadual Wellington do Curso em disputar a campanha deste ano pelo PSDB estão longe de serem contempladas no PSDB.

Ademais, revelam, pela primeira vez em anos, um pensamento estratégico de composição oposicionista articulado para fazer frente ao dinismo. A oposição no Maranhão tem se mostrado uma presa fácil justamente pelo comportamento infantil de acreditar que sozinhos podem fazer algo além de serem estuprados politicamente pelo grupo do governador.

Resta saber se a vontade de colocar interesses pessoais abaixo de interesses políticos serve apenas para o deputado estadual Wellington do Curso. Porque se assim for, será ótimo para a política estadual.