Tentativa de fuga de Marcola foi identificada pelo Ministério da Justiça que tomou providências para impedi-la

O Exército foi designado para fazer a segurança da Penitenciária Federal de Brasília. A ordem aconteceu setores da inteligência do governo receberem informações de um plano para resgatar o líder do Primeiro Comando da Capital (PCC), Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola.

O plano para resgatar Marcola foi planejado por Gilberto Aparecido dos Santos, conhecido como Fuminho. Ele é considerado o maior traficante do Brasil e apontado como “sócio” de Marcola nas operações no País.

Oficialmente, o Ministério da Justiça e o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) não confirmam o plano de fuga. Em nota, a assessoria da pasta afirma que está apenas sendo realizada no local “uma obra já prevista anteriormente para reforçar a segurança da Penitenciária Federal em Brasília”.

“A pedido do Ministério da Justiça e Segurança Pública e do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), com o aval do Ministério da Defesa, a Engenharia do Exército Brasileiro está realizando obras de fortificação das estruturas da Penitenciária Federal em Brasília. Tropas do Comando Militar do Planalto estão na Penitenciária Federal em Brasília realizando trabalhos técnicos de Engenharia apoiados por tropas de segurança”.

Além de homens do Exército, a Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) está atuando no local em ações de policiamento de guarda e vigilância no perímetro da região.