Eleições devem acontecer com dois meses de atraso

Dois meses após o previsto, finalmente deve acontecer a eleição para escola dos conselheiros tutelares de São Luís para o quadriênio 2020/2024. O pleito estava marcado para 6 de outubro, data unificada de realização da escolha, quando, de fato, na maioria dos municípios as eleições ocorreram.

Denúncias inclusive de fraudes e problemas de logística impediram a realização da eleição na data prevista. Neste domingo (15), segundo informa o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, a eleição irá finalmente acontecer.

Qualquer cidadão em pleno gozo de seus direitos como eleitor poderá votar e escolher o candidato de sua preferência dentro de sua região. Atualmente, São Luís tem dez áreas de atuação de conselheiros tutelares:

Itaqui-Bacanga; Zona Rural; Alemanha/Centro; Vila Luizão/Turu; Coroadinho/João Paulo; Cidade Operária/Cidade Olímpica; São Francisco-Cohama; Anil-Bequimão; São Cristóvão/São Raimundo; Cohab-Cohatrac.

Os conselheiros tutelares têm o papel de porta-voz das suas respectivas comunidades, atuando junto a órgãos e entidades para assegurar os direitos das crianças e adolescentes. Eles têm mandatos de quatro anos, e é permitida a recondução em novos processos de escolha.  São eleitos para desenvolver atividades em regime de dedicação exclusiva, durante o horário previsto na legislação municipal para o funcionamento do órgão, sem prejuízo do atendimento em regime de plantão/sobreaviso, assim como da realização de outras diligências e tarefas inerentes ao órgão.