Iniciativa do senador Roberto Rocha junto ao MEC deve ser exitosa na atualização das bibliotecas dos campi de Balsas, Grajaú e Imperatriz

As bibliotecas dos campi de Balsas, Grajaú e Imperatriz da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) irão receber novos acervos de livros. A iniciativa partiu do senador Roberto Rocha (PSDB-MA) que, na semana passada, protocolou ofício no Ministério da Educação solicitando que fossem liberados recursos orçamentários de R$ 2 milhões para modernizar e ampliar a oferta de livros e obras para os cursos de graduação e pós-graduação que estudam nessas cidades.

“A Universidade é nossa grande referência no ensino superior e atende mais de 30 mil estudantes na capital e em diversos polos no interior. O acervo, contudo, está bastante defasado e precisa ser atualizado, garantindo aos alunos uma janela de oportunidades para acessar o conhecimento através de livros novos e atuais, permitindo que sua graduação seja melhor aproveitada”, afirmou o senador Roberto Rocha.

No dia 4 deste mês, o reitor recém-empossado da UFMA, Natalino Salgado, esteve no gabinete do parlamentar, em Brasília, e fez pessoalmente o pedido para que fosse atualizada as bibliotecas da UFMA desses três campi. “Esse dinheiro  é um importante apoio, o valor do livro e de outros itens afins, como matéria-prima do conhecimento gerador de outros conhecimentos próprios do movimento de transforação social”, disse o reitor.

Bibliotecas da UFMA e a expansão da Universidade

Cada dia mais presente na vida da população, a expansão da Universidade Federal do Maranhão pelo interior do estado trouxe um aumento natural de frequentadores as bibliotecas. O espaço também tem sido usado por estudantes do ensino médio, candidatos a uma vaga em concurso e o público em geral que se interessa pelo universo dos livros.

“A expansão da universidade é um dos caminhos para ampliar o conhecimento, e isso passa obrigatoriamente por boas bibliotecas da UFMA, carregada de livros e obras modernas que vão nortear os estudos dos alunos. Ao mantê-la atualizada, o aluno tem condições de explorar o seu próprio potencial nos estudos. Assim, contribuímos para uma formação melhor dos estudantes, enfatizou Roberto Rocha.