Comunista diz não saber a razão da Polícia Federal investigar Vivo, Oi e Petrobras

O governador Flávio Dino demonstrou indignação ao comentar a ação da Polícia Federal ocorrida ontem contra empresas ligadas ao filho do ex-presidiário, e ainda condenado, Luis Inácio Lula da Silva.

Ansioso para cair nas graças de Lula, Dino não percebe que caiu no ridículo. Há indícios fortes de que o esquema investigado ontem tenha rendido a família de Lula cerca de R$ 150 milhões em propinas.

Para Flávio Dino, ao que tudo indica, pouco importa a continuidade da investigação do maior escândalo de corrupção da história. O que importa mesmo é deixar a família de Lula e o próprio em paz. Logo ele, que ganhou notoriedade por atacar uma família em especial.

A declaração de Flávio Dino o coloca de vez ao lado daqueles que lutam contra o avanço da Lava Jato e pretendem restaurar a República do Assalto que tanto sangrou este país.

Mas, respondendo a questão: a relação entre Vivo, Oi e Petrobrás é que todas fazem parte do esquema que saqueou o país. A relação é de ROUBO, Flávio Dino.