Jefferson Portela afirmou que Comissão de Segurança pretende promover “circo” em São Luís

O secretário Estado da Segurança Pública, Jefferson Portela, afirmou que a Comissão de Segurança da Câmara dos Deputados pretende promover um “circo” ao instaurar audiência em São Luís. A Comissão investiga denúncias de espionagem e uso da máquina de segurança de forma ilegal à mando de Portela.

Os ataques do secretário foram respondidos pelo deputado federal Aluísio Mendes (PSC), que reafirmou o trabalho da Câmara Federal e falou que Portela usa de bravatas.

O deputado federal Aluísio Mendes (PSC) reagiu aos ataques de Portela: “bravatas”

“Claro [que ele será ouvido], quem o convocou foi o deputado Paulo Teixeira do PT/SP. Cabe a ele marcar a oitiva do Jefferson. Essa declaração dele é mais uma bravata, típica dele”, disse.

Jefferson Portela será ouvido pela Comissão, segundo o deputado.

“Ele deverá ser o último a ser ouvido, como em todo processo. Além do que a convocação para ouvir ele não é minha, minha convicção sobre sua participação na ação criminosa dos grampos já está formada. Cabe a quem fez o requerimento para ouvi-lo, no caso o deputado Paulo Teixeira, marcar o dia da ida dele à comissão”, completou.

Desde as acusações de Portela a Câmara Federal e o presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) não se manifestaram.