Ministro “confiscou” dados econômicos e fiscais de 600 mil pessoas e empresas

O jurista Modesto Carvalhosa, que já propôs o impeachment do ministro Dias Toffoli, voltou a criticar severamente o presidente do Supremo Tribunal Federal.

Para Carvalhosa, “os abusos do presidente do STF contra a nação brasileira não têm limites”.

Ele questiona ainda qual seria o motivo de Dias Toffoli ter determinado que o Banco Central lhe enviasse cópia de todos os relatórios de inteligência financeira produzidos pelo antigo COAF. E afirma que o objetivo é ‘chantagear políticos, instituições e pessoas físicas e jurídicas’.

Veja a íntegra do texto publicado: