Deputados da base suspeitam de viagem forjada para evitar desgaste com aprovação da reforma da previdência

A ausência do deputado Duarte Jr (PCdoB) na infame votação da reforma relâmpago da previdência tem levantado suspeitas entre deputados da base governista. Alguns acreditam que a viagem internacional do deputado foi premeditada após receber a informação privilegiada de votação do projeto. Dessa forma, o deputado teria arquitetado a viagem e evitado o desgaste político de votar a favor do projeto.

Assim como a população do estado, grande parte dos deputados da base do governo foi pega de surpresa com o envio da proposta pelo governo do estado. Alguns demonstraram a insatisfação abandonando a sessão na manhã de ontem. Todos os deputados do PL, por exemplo, deixaram a sessão. A saber, Hélio Soares, Detinha, Vinícius Louro e Leonardo Sá.

Enquanto o clima político no Maranhão, o deputado comunista faz turismo na Smart City Expo, em Barcelona, na Espanha.

Um deputado da base governista confidenciou ao blog que Duarte Jr, provavelmente, ficou sabendo da votação antes dos demais. “Não acho que o governo o avisou de forma ordenada. A impressão que tenho é que ele, de alguma forma, ficou sabendo e, na surdina, arranjou essa viagem para evitar o desgaste”, disse.

Menos de seis meses após assumir o mandato de deputado estadual, Duarte Jr lançou sua pré-candidatura a prefeito de São Luís. Aparecer no grupo de deputados que ajudou a aprovar a reforma relâmpago poderia manchar a imagem do ex-animador de festas infantis.

Sempre ativo em suas redes sociais na defesa dos interesses públicos, Duarte jr ainda não se manifestou.