Blog do Linhares

Covid-19

Coronavírus avança no país mais vacinado do mundo

Seychelles foi rápido ao imunizar a população de pouco menos de 100 mil habitantes com aplicação de doses da Sinopharm e vacinas da Covishield

O Ministério da Saúde do arquipélago na costa leste da África anunciou na segunda-feira (10) que os casos ativos do novo coronavírus mais do que dobraram na semana até 7 de maio.

O arquipélago de 115 ilhas do Oceano Índico vacinou a maior proporção da população contra a Covid-19 do que qualquer outra nação e, através de comunicado, a pasta de saúde das ilhas Seychelles afirmou que 37% das pessoas que tem a Covid-19 receberam duas doses de vacina.

Na semana anterior o número de casos ativos eram 1.068, atualmente são 2.486 infectados. Dos que foram totalmente imunizados, 57% receberam imunização das vacinas Sinopharm, enquanto que os demais receberam doses doadas da Covishield, vacina produzida na índia sob licença da AstraZeneca.

Na semana passada, Seychelles exigiram restrições na semana anterior ao fechar escolas, proibindo o encontro de famílias não conviventes e cancelamento de eventos esportivos.

Imunização

Yglésio defende imunização para rodoviários de 40 a 60 anos

Motoristas e cobradores já foram incluídos na lista de prioridade contra a Influenza H1N1 e aguardam inserção no plano de vacinação contra a Covid-19

O deputado estadual Yglésio Moyses (PROS) pediu ao Joel Nunes, secretário Municipal de Saúde, a inclusão de profissionais rodoviários, entre 40 a 60 anos, do transporte público de São Luís na lista de prioridades da vacinação contra o novo coronavírus.

A solicitação à Prefeitura de São Luís aconteceu nesta segunda-feira (10) e ainda não há resposta por parte da gestão da capital ludovicense sobre a imunização da categoria contra a Covid-19, público alvo este já inserido no plano de imunização contra a Influenza H1N1. Na oportunidade, o parlamentar afirmou que os profissionais do transporte público urbano da região metropolitana estão expostos sem nenhum tipo de proteção contra o novo coronavírus, necessitando se virar para escapar da Covid.

“Aquelas pessoas que trabalham nos ônibus estão expostas a um nível muito alto de se contaminar, de contaminar outras pessoas. E o pior é que não possuem proteção suficiente para evitar isso, podendo, inclusive, ajudar a propagar a doença na cidade”, manifestou Yglésio Moyses.

Artigo

O SETOR PRIVADO NÃO É O VILÃO!

Há mais de 12 anos, o Instituto Millenium busca explicar a importância de uma agenda liberal econômica para o desenvolvimento do Brasil, já que são os empreendedores que geram empregos e riquezas para um país.

Durante esse período de pandemia ficou ainda mais evidente a importância de buscar soluções rápidas por meio do setor produtivo, que assumiu o protagonismo, inclusive na produção de vacinas, como explicou o economista Maurício Bento em entrevista recente ao Imil.

“O setor privado criou as vacinas. As empresas farmacêuticas muitas vezes são criticadas por conta de produtos caros, mas foram investimentos privados, em sua maioria, que garantiram a vacina em tempo recorde. Além disso, outras empresas se adequaram, começaram a produzir máscaras e encontraram novas formas de contribuir produzindo bens e serviços que fazem falta”, declarou.

Daí a necessidade das reformas estruturaisprivatizações e leis claras, que criem um ambiente de negócios favorável para os empreendedores, desburocratizando os processos e atraindo investimentos.

O novo estudo do Instituto Millenium, desenvolvido em parceria com a empresa Octahedron Data eXperts (ODX)Agronegócio: Exportação, Emprego e Produtividade, realizado de forma independente, sem auxílios de governos, partidos ou Ministérios, exemplifica a capacidade do setor privado de gerar riquezas, como é o caso do agronegócio nos últimos 10 anos.

“O agronegócio é um exemplo positivo de como o setor privado realmente despontou e está criando oportunidades, aumentando a produtividade, e continuou produzindo apesar de todas as confusões, dificuldades diplomáticas e tributações absurdas”, afirma Priscila Pereira Pinto, CEO do Instituto Millenium.

Outro ponto importante que merece destaque é que o desenvolvimento e a produtividade estão diretamente ligados ao aumento da sustentabilidade. Quando há inovação, mecanização e tecnologia, fazemos mais com menos, ou seja: em uma década foi produzido mais, utilizando menos espaço.

“Essa mistura de tecnologia e inovação significa menos água, menos área ocupadamaior sustentabilidade e resultados”, disse a CEO.

O grande objetivo do estudo foi analisar os principais fatores que levaram o agronegócio a estar na contramão dos outros setores, sendo o único que não teve a chamada década perdida, com resultados positivos, que inclusive evitaram uma queda ainda maior do PIB no ano passado.

No Imil, temos diversos conteúdos que explicam o problema crônico de baixa produtividade e investimentos, por causa, principalmente, do excesso de burocracia e peso do grande Estado. O agronegócio conseguiu superar essas barreiras e atingiu níveis excelentes de produtividade, que chegaram a 100% de aproveitamento em algumas culturas agrícolas.

“O agronegócio funciona porque o Estado não está em cima dele e é um exemplo de inspiração para outros setores”, destaca.

Para acessar o estudo na íntegra acesse a página “O Setor Privado Não é Vilão”.

Hospital da Criança sofre com obras intermináveis e com falta de comida em São Luís

Purgatório infantil criado por Edivaldo Holanda Jr e Flávio Dino que massacra criancinhas continua na gestão de Eduardo Braide

Denúncias enviadas ao Blog do Linhares nas últimas semanas dão conta de que o Hospital Dr Odorico Amaral, conhecido como Hospital da Criança, segue enfrentando problemas sérios. Abandonado pelo ex-prefeito Edivaldo Holanda Jr (ex-PDT), o hospital enfrenta dificuldades na gestão do prefeito Eduardo Braide (Podemos) e vê as obras promovidas pelo Governo do Maranhão se arrastarem por quase 10 anos.

Recentemente uma série de denúncias dão conta de que o hospital passa por dificuldades em setores essenciais, como a alimentação. Funcionários do hospital confirmaram que a atual gestão não consegue manter o suprimento de alimentos básicos como hortifrutigranjeiros, massas e ovos.

Contatado dias atrás, o secretário municipal de Saúde, Joel Nunes, afirmou que são inverídicas as denúncias sobre falta de abastecimento de comida. Contudo, a versão do secretário foi desmentida e as denúncias seguiram.

As obras foram incidas em 2014 e deveriam ser finalizadas em 2016. Segundo as denúncias, além dos embaraços promovidos pela incompetência do ex-prefeito e do governador em uma obra que foi iniciada em 2014, a atual gestão não tem encontrado conseguido superar o atoleiro administrativo causado por seus antecessores.

Apesar de não ser culpado, Eduardo Braide agora é o responsável pelos cuidados daquelas criancinhas e de seus pais. Essa questão da falta de alimentos não tem nenhuma justificativa.

Efusivo defensor da saúde pública nas redes sociais, ainda não se viu o governador Flávio Dino pedindo desculpas pelo fracasso na condução das obras do hospital que deveria cuidar de criancinhas em São Luís.

Já Edivaldo Holanda Jr (responsável máximo por tudo isso) pretende ser candidato em 2022.

COMENTÁRIO DO LINHARES: Que Deus não tenha ABSOLUTAMENTE NENHUMA piedade de nenhum desses homens que usam criancinhas para roubar dinheiro público. E que também não tenha piedade dos membros do Ministério Público que emudecem frente ao uma obra que se arrasta há SETE ANOS.

Declaração

Abrajuc emite nota de repúdio contra âncora da CNN

Associação Brasileira de Juristas Conservadores (Abrajuc) se manifestou após fala da jornalista Daniela Lima sobre operação policial em Jacarezinho

Após declarações da jornalista Daniela Lima sobre operação policial em Jacarezinho, a Associação Brasileira de Juristas Conservadores (Abrajuc) emitiu nota de repúdio neste sábado (8) a respeito da seguinte declaração:

“[…] 25 mortos, um policial. E o discurso da Polícia é que tava todo mundo fortemente armado. Aparentemente, tavam muito armados, mas não sabiam atirar, né? Porque, eram 24 armados e mataram só um do outro lado, mas morreram todos esses né?”, afirmou Daniela Lima na última semana.

As declarações da âncora de um dos programas da CNN Brasil viralizaram na internet e a tag #CNNLixo ficou entre os assuntos mais comentados no Twitter neste sábado. Em nota, a Associação de Juristas Conservadores repudiou os comentários de Daniela Lima, manifestando-se em defesa do policial civil André Frias, assassinado pelos bandidos. Confira na íntegra:

NOTA DE REPÚDIO

A ABRAJUC vem, a público, manifestar veementemente o seu repúdio aos comentários proferidos pela jornalista Daniela Lima, âncora do jornal televisivo da CNN Brasil.

Na data de ontem, 07 de maio de 2021, durante reportagem sobre a Operação da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro na favela do Jacarezinho, zona norte da capital carioca, Daniela teceu comentários sobre a supracitada incursão policial, dentre eles, um que se destaca, gerou estranheza e repulsa na população em geral, o qual descrevemos in verbis:

“Raquel, 25 mortos, 1 policial. E o discurso da Polícia é que tava (sic) todo mundo fortemente armado. Aparentemente, tavam (sic) muito armados, mas não sabiam atirar, né? Porque, eram 24 armados e mataram só 1 do outro lado, mas morreram todos esses né?”

Vale ressaltar que o Policial Civil André Frias, cruelmente assassinado, deixou uma mãe acamada com AVC, esposa e um enteado de 10 anos de idade. Deixou também o sonho de servir à população carioca integrando as forças policiais que briosamente defendem a lei, a ordem e a paz.

A ABRAJUC, comungada com o sentimento patriótico de sensatez e justiça, solicita esclarecimentos sobre a fala da senhora Daniela Lima, para que explique o que quis dizer com “mataram só um do outro lado”, bem como reclama à CNN Brasil acerca de uma melhor conduta de seu quadro pessoal de repórteres e jornalistas para com o trato profissional da notícia e da informação, instrumentos imprescindíveis para a manutenção da democracia e do Estado de Direito.

Por fim, a Associação Brasileira de Juristas Conservadores se solidariza com os familiares e colegas de farda do Policial André Frias, ofertando suas sinceras condolências a todos os que conviveram com este guerreiro perspicaz.

Imunização

Ministério da Saúde começa a distribuir 1,12 milhão de vacinas

Com esse novo lote, cerca de 75,4 milhões de doses foram destinadas às unidades da Federação e mais de 46,8 milhões de doses já foram aplicadas

O Ministério da Saúde começa a distribuir hoje (10) mais um lote com 1,12 milhão de doses da vacina contra o novo coronavírus. As doses do imunizante da Pfizer/BioNTech são destinadas para a primeira aplicação em mulheres gestantes, pessoas com comorbidades e com deficiência permanente.

De acordo com o Ministério da Saúde, a distribuição das doses contra a Covid-19 será proporcional e igualitária para os estados e o Distrito Federal, cuja lógica de encaminhamento leva em consideração as condições de armazenamento da vacina. Na semana anterior, o governo federal destinou o primeiro lote de vacinas da Pfizer com 1 milhão de doses.

“[…] o Ministério da Saúde orienta que, neste momento, a vacinação com o imunizante da Pfizer seja realizada apenas em unidades de saúde das 27 capitais brasileiras, de forma a evitar prejuízos na vacinação e garantir a aplicação da primeira e segunda doses com intervalo de 12 semanas entre uma e outra”, informou a pasta.

Manifestação

Bolsonaro recebe ato de apoio durante evento do Dia das Mães

Cerca de mil motociclistas sem uniram a Bolsonaro e realizam segundo ato consecutivo em apoio ao presidente neste mês de maio

O presidente da República, Jair Bolsonaro, promoveu um passeio de moto em homenagem ao Dia das Mães neste domingo (9). O evento foi divulgado durante live em suas redes sociais na quinta-feira (6).

“É uma demonstração não política, uma demonstração de amor à Pátria, demonstração de todos aqueles que querem paz, tranquilidade, e liberdade acima de tudo. Pode ter certeza, nosso exército são vocês, o que vocês determinarem, nós faremos”, publicou Bolsonaro em suas redes sociais.

O trajeto percorrido pelo presidente junto aos motociclistas passou pelas ruas de Brasília e durou aproximadamente 1 hora. A espectativa era contar com a presença de aproximadamente mil motociclistas, no entanto, há possibilidade do número ser maior do que o esperado. Por conta disso, Bolsonaro falou da possibilidade de realizar passeio em Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo caso haja convite.

Ao fim do dia, Bolsonaro mandou recado à oposição e escreveu no Twitter que não desistirá da população brasileira.

Eleições 2022

Lula ignora Flávio Dino e atrapalha plano comunista no Maranhão

Reunião do petista com ex-presidente José Sarney e apoio a senador Weverton Rocha vão de encontro a planos do governador

Nos últimos dias o ex-presidente Lula protagonizou uma série de ações políticas que devem bagunçar o grupo do governador Flávio Dino (PCdoB) e minar sua liderança política no estado. A reunião com o ex-presidente José Sarney e o apoio ao senador Weverton Rocha (PDT) ao governo do estado são, indiscutivelmente, ações que afrontam a liderança comunista no estado.

O ex-presidente José Sarney, tido como principal adversário de Flávio Dino no estado, foi cortejado por Lula na última sexta. O petista divulgou em suas redes sociais uma foto com Sarney que expõe o laço de amizade entre os dois e o desejo de Lula em contar com o apoio do maranhense em sua base de apoio para a eleição presidencial de 2022.

O gesto de devoção de Lula a Sarney agravou uma outra ação acontecida ainda nesta semana: o apoio ao senador Weverton Rocha.

Weverton disputa a vaga de candidato da frente de esquerda no estado para a sucessão de Flávio Dino. Recentemente o governador deu declarações e se movimentou de forma a deixar claro que não irá apoiar o pedetista Weverton. O comunista prefere o vice-governador, Carlos Brandão (PSDB).

A disputa entre Brandão e Weverton deve se acirrar nos próximos meses. Alguns esperam uma guerra civil pelo poder que pode ter os mesmos resultados de 2020. Na ocasião a base do governador saiu rachada por conta do confronto entre o deputado estadual Neto Evangelista (DEM), Rubens Jr (PCdoB) e Duarte Jr (Republicanos), todos membros do grupo governista que se engalfinharam no pleito.

A desunião entre eles facilitou a vitória do já favorito Eduardo Braide (Podemos) na eleição da capital.

Apesar de não declarar publicamente e de fazer juras de lealdade ao ex-presidente Lula, Flávio Dino tem sua liderança no estado ameaçada por Lula. Menos e um ano após o racha que quase implode sua base, agora o governador tem que gerenciar o fato de que o maior líder de esquerda no país acena para seus adversários no estado.

A ação de Lula também pode interromper a campanha de Flávio Dino que visava fortalecer a base do vice-governador. Em uma tentativa de isolar Weverton Rocha, o governador iniciou uma série de reuniões, todas acompanhadas de Brandão, em que expõe seu apoio e pede ajuda na eleição dele em 2022.

Recentemente o jornal Folha de São Paulo também noticiou que o PT nacional não pretende apoiar uma candidatura capitaneada pelo PSDB ao Governo no Maranhão. O fato é que a intervenção de Lula no estado à revelia do que pensa e quer o governador Flávio Dino é mais um problema que bate na porta do comunista.

Eleições 2022

Edivaldo Holanda Jr anuncia saída do PDT e debilita Weverton

Saída do PDT foi anunciada através de postagem na conta do Instagram do ex-prefeito da cidade de São Luís

Por meio de publicação nas redes sociais, Edivaldo Holanda Júnior, ex-prefeito da cidade de São Luís, anunciou sua saída do partido PDT na manhã desta sexta-feira (7).

“Agradeço o carinho e apoio que recebi no PDT durante os cinco anos de convivência muito respeitosa. Sigo novos rumos a partir de agora, mas ressalto que permanecem a admiração e amizade. O meu muito obrigado ao presidente estadual, @wevertonsenador com quem me reuni ontem; ao presidente municipal, vereador @raimundopenha, e aos demais membros da direção no estado e capital. De maneira muito especial, agradeço a aguerrida militância pedetista pela caminhada até aqui, lutando sempre em defesa do melhor para a nossa querida São Luís. Um grande abraço a todos”, publicou.

A saída de Holandinha do Partido Democrático Trabalhista (PDT) prejudica a consolidação da base de Weverton Rocha na capital maranhense em sua intenção de ser candidato ao governo do Maranhão em 2022.

Buriti Bravo

Ex-prefeito do interior do Maranhão é alvo do Ministério Público

Além do ex-prefeito, pregoeiro, secretária, presidente de Comissão Permanente de Licitação, empresa e empresário também foram alvos de ação do MPMA

O Ministério Público do Maranhão propôs ação civil por ato de improbidade administrativa contra o ex-prefeito de Buriti Bravo, Cid Pereira da Costa, devido a irregularidades em processo licitatório na modalidade Pregão Presencial. Segundo investigações, foram encontradas diversas irregularidades no edital e na licitação com intuito de contratar empresa para fornecer combustível destinado às secretarias do município de Buriti Bravo, em 2017.

Dentre os erros no edital, foram constatados ilegalidades para limitar o número de concorrentes na licitação, frustração de ampla divulgação do documento, inexistência de comprovante de publicação do aviso na internet, entre outros. Quanto ao procedimento licitatório, foram identificadas desde a ausência de justificativa da necessidade de aquisição para as quantidades estimadas até à ausência de informação do saldo da dotação orçamentária. As análises dos documentos foram feitas pela Assessoria Técnica da Procuradoria Geral de Justiça.

Além do ex-prefeito, também foram alvos Carlos Alarico Francisco Duarte (pregoeiro), Vera Maria Oliveira da Costa (secretária municipal de Finanças), Milena Vieira de Sousa Silva (presidente da Comissão Permanente de Licitação), Jamaico Pereira dos Santos (empresário) e a empresa vencedora do certame, Jamaico P. dos Santos-ME. O promotor de Justiça da Comarca de Buriti Bravo, Gustavo Pereira Silva, requereu a condenação dos envolvidos por ato de improbidade administrativa.

OAB-MA: Diego Sá abandona grupo e adere à oposição

Após ser conduzido duas vezes ao cargo de presidente da CAAMA por Thiago Diaz, Diego Sá afastou-se do próprio grupo e declarou apoio à oposição na entidade

Eleito na chapa do atual presidente da OAB, Thiago Diaz, o advogado Diego Sá abandonou os colegas de chapa/gestão. A notícia foi dada por Carlos Brissac, candidato derrotado nas últimas eleições da entidade.

A atitude de Sá causou alvoroço na entidade, uma vez que ele foi conduzido ao cargo de presidente da Caixa de Assistência dos Advogados do Maranhão (CAAMA) por Thiago Diaz. Alguns advogados falam em ingratidão e outros o taxam de traidor.

Carlos Brissac publicou foto em suas redes sociais ao lado de Sá e outros de seus apoiadores. Simpatizantes e apoiadores já cogitam desembarcar do projeto político de Sá.

O gesto de Diego Sá contra Thiago Diaz teria sido motivado pelas ambições políticas do presidente da CAAMA. Ele exigia do atual presidente apoio irrestrito à sua candidatura, situação que foi recusada por Diaz sob a alegação de que o candidato deveria sair de decisão colegiada do grupo.

Irritado por ter sido contrariado, Diego Sá abandonou o projeto de Thiago Diaz e uniu-se à oposição. Thiago Diaz, inclusive, que pleiteia vaga na diretoria do Conselho Federal da OAB, pediu apoio a Diego Sá que recusou prontamente a ajuda ao ex-colega.

ELEIÇÕES

As eleições na OAB-MA ocorrerão em novembro. O grupo de Thiago Diaz lançou como candidato o atual tesoureiro do braço maranhense da OAB, Kaio Saraiva. Também se movimenta pela presidência da Ordem maranhense o advogado Gustavo Carvalho.

Decisão

Desembargador revoga prisão de Eduardo Cunha

Desde o ano passado o ex-presidente da Câmara dos Deputados já vinha cumprindo prisão preventiva em casa

Nesta quinta-feira (6), Eduardo Cunha (MDB-RJ), ex-presidente da Câmara dos Deputados, teve a última prisão preventiva revogada pelo desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1).

O ex-presidente da Câmara já vinha cumprindo prisão preventiva em casa desde o ano de 2020, por conta da pandemia do Covid-19. A decisão do magistrado somente impede que Cunha faça viagens internacionais, podendo responder aos processos em liberdade.